17 dezembro, 2014

Gravidez na adolescência e o abandono escolar.

Gravidez na adolescência e o abandono escolar.

(Foto: www.mulheresgravidas.net)


O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgou dados que mostra que os indicadores da educação do Brasil avançaram de 2004 a 2013, com destaque para maiores oportunidades de acesso ao ensino superior, inclusive para os mais pobres.
De acordo com os dados divulgados pelo IBGE, em 2013, as mulheres que tinham entre 15 e 17 anos e que não tinham filhos, representavam 88,4%, das adolescentes que frequentava a escola, enquanto as adolescentes que eram mães, representava apenas o percentual de 28,4%, o que representa um avanço mínimo se comparada com o ano de 2004, quando apenas 25,4%, das mães adolescentes frequentava a escola.
Pesquisas mostram que cada quatro adolescentes grávidas, uma abandona a escola, o que mostra a necessidade de elaboração de políticas públicas que estimule as adolescentes a continuarem estudando.
A escola tem papel fundamental para que a permanência das adolescentes seja possível, principalmente do desenvolvimento de projetos sobre o tema, no acolhimento e na transmissão de informações.


Por Noêmia Roberto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário