23 março, 2018

O que a falta de proteína pode causar ao organismo?

Oi Gatitas e Gatitos, tudo bem?

Em outro post falei sobre a importância da proteína para organismo. Se você não viu, acesse: Clique aqui!Ela ajuda na perder de peso, ganhar massa magra e aumenta a saciedade. E a sua falta pode provocar alguns problemas de saúde, como fadiga, baixa imunidade e queda de cabelo.
Segundo Pigot, a falta de proteínas ainda pode enfraquecer o sistema imunológico fazendo com que a pessoa adoeça com mais frequência. Ela esclarece que os músculos, cartilagens e tecidos são constituídos de proteínas, moléculas orgânicas compostas de aminoácidos, vitais para oxigenação do sistema imunológico, para a reparação de tecidos, formação de anticorpos, hemoglobina, enzimas e hormônios como a insulina.
“O mais comum é que as pessoas consumam proteínas em excesso. Mas as dietas muito baixas em calorias ou mal equilibradas podem levar a um déficit proteico”, diz Aisling Pigott, porta-voz da Associação de Nutricionistas do Reino Unido, à BBC Mundo.
Será que você está consumindo a quantidade suficiente de proteínas? 


Quando o corpo esta com deficiência de proteínas, ele dá sinal através dos sintomas abaixo.
  1. Fadiga muscular;
  2. Dores musculares, ósseas e articulares;
  3. Metabolismo lento, como consequência, dificuldade para perder peso;
  4. Cicatrização lenta em casos de cortes e feridas;
  5. Problemas na construção da massa muscular;
  6. Baixa imunidade;
  7. Mudanças de humor;
  8. Dificuldade de concentração e de aprendizagem.
Segundo a nutricionista do Grupo de Apoio Nutricional Enteral e Parenteral (Ganep), Isis Tande da Silva, 15% da ingestão diária de alimentos deve ser constituída de proteínas. 
Algumas pessoas necessitam ingerir uma quantidade maior de proteínas, nesse grupo estão os praticantes de atividades físicas, crianças e adolescentes em fases de crescimento.

Portanto, a ingestão de proteínas é essencial para que o corpo funcione corretamente.


Você sabia disso?

Deixe seu comentário e compartilhe sua opinião.

Siga-nos nas redes sociais.

Por Noêmia Rolim

Nenhum comentário:

Postar um comentário