04 abril, 2018

Até onde eu posso aguentar?

Oi Gatitas e Gatitos, tudo bem?

Hoje trago para vocês, um pouco das minhas reflexões diante de alguns questionamentos que faço em minha vida diária. Dessa vez, falo um pouco da incerteza em um texto curto, mas bem profundo. Espero que goste.

Não é fácil todos os dias acordar, levantar e seguir em frente sem saber quais são os passos certos a serem dados. 
Quantos caminhos terei que percorrer? Quais escolhas terei que fazer? Quantos planos serão destruídos para serem reconstruídos? 
A incerteza destrói, o peito chora e a dúvida? Não alivia a dor.


Será que vocês sentem esta mesma sensação? É difícil de lidar, não é? 

Compartilhe comigo sua opinião.

Um forte abraço.


Por Noêmia Rolim

Nenhum comentário:

Postar um comentário