27 fevereiro, 2020

A comparação acaba com a sua autoestima


      Você é uma mulher que costuma se comparar com outras mulheres?

      Por exemplo, você olha para aquela mulher que você segue nas redes sociais ou para aquela artista famosa e fica pensando:

      Nossa como minha vida seria diferente se eu fosse como ela? Ou ainda, nossa queria tanto ter o cabelo dela. Há eu com esse corpo!
     Pois, saiba que você não está sozinha. Pois, não é raro encontrar mulheres que se comparam com as outras.

      E essas comparações, acontecem por causa do sentimento de inferioridade. Por não se sentirem valorizadas, admiradas, bem sucedidas, até mesmo, mal amadas, se comparam com aquelas que acreditam que elas tem uma vida perfeita. 

      É aquele ditado, a grama do vizinho sempre é mais verde que a nossa.

  O problema que essa comparação gera consequências desastrosas, para sua autoestima. 

     E é exatamente por isso que você precisa aprender a parar com essas comparações. Simplesmente, porque você é uma mulher única! E isso significa dizer que o que você vive ou vivenciou é diferente do que a outra pessoa vivenciou. Mesmo que seja a mesma situação, a sensação é diferente. São suas experiências que torna você um ser especial, por isso sua história é diferente. E a beleza, a graça da vida esta exatamente nessas diferenças que existe entre nós.

 Imagem: pixabay.com

    Quando você se compara você limita a sua capacidade, a sua individualidade. Você precisa gostar de ser quem você é!
Quando você vive observado as qualidades, a vida, a roupa, as atitudes e tudo que gira em torno das outras mulheres, você deixa de viver a sua vida. 
    E quando você percebe, você está estressada, mal humorada, amargurada e sem perspectivas.
     E aí, sua autoestima desce ladeira abaixo. E quando você olhar para dentro, você irá encontrar um vazio, por que você não aquela artista, aquela famosa, aquela mulher que você queria ser. Você é você.
      E deixa eu te contar um segredo, você é maravilhosa sendo quem você é. Você é quem você precisa ser. Por isso, se ame, se valorize, se respeite, se cuide. Você não precisa ser igual a fulana, você precisa ser quem você é. E isso é o suficiente para você ser feliz.

Por Noêmia Rolim
Analista Corporal e Comportamental
Insta: @noemia.rolimm 

Nenhum comentário:

Postar um comentário