27 junho, 2020

Consequências da comparação

Se comparar, é uma atitude que mulheres com autoestima baixa costuma ter com certa frequência. Principalmente, por que estamos vivendo um momento onde "parecer" parece ser muito mais importante do que ser. É possível ver isso claramente nas redes sociais. 
Mulheres bonitas, cabelo e pele perfeita, um corpo escultural, a familiar exemplar, a vida perfeita. E aí, você olha para tudo aquilo e pensa que sua vida também poderia ser assim. Perfeita! E aqui começa as comparações.
Mas, o que vemos a parte mais superficial da vida das pessoas. Por trás daquele daquele vídeo, daquela foto, tem toda uma história. E que nem sempre, reflete de fato a realidade. Mas, mesmo assim, você começa a se comparar.
E o resultado é se sentir inferiorizada, por não se reconhecer como uma mulher poderosa, de valor, que pode conquistar o que deseja sendo exatamente quem você é.  O resultado é se sente triste, infeliz e incapaz. 

A comparação gera consequências que agravam ainda mais o quadro de insegurança. Gera a crença de não poder, de não capacidade. E por isso, por mais que ela deseje algo, ela paralisa, não entra ação. Se autossabota. Não sai da zona de conforto, porque ela já tem a certeza de que não vai conseguir. Que não é capaz de fazer acontecer. Ela acredita que por mais tente, por mais que lute, por mais que busque, não irá conseguir, pois sempre tem outra que é melhor que ela.

 Foto: pixabay.com

Mas, não é assim. Todos nós podemos fazer o que queremos. Só precisamos encontrar a nossa maneira de fazer. Por isso, é preciso evitar se comparar com outras mulheres. afinal, todas nós, sempre estamos vivendo nossas lutas internas e externas, nossas batalhas, vivendo nossas experiências, trilhando o nosso caminho, construindo a nossa história.

Somos da mesma espécie, mas indivíduos diferentes. E por isso, funcionamos diferente. Mesmo que esteja passando a mesma situação. 
Por isso, evitar se comparar um ato de sabedoria. É evitar sofrimento e dor desnecessária. 

Se você costuma se comparar com outras mulheres, você precisa mudar isso. 

E para começar, procure encontrar em você aquilo que você encontra nas mulheres que você costuma se comparar. Existe um ditado que diz, quando eu falo de fulana, eu estou falando mais de mim do que dela. Então, se você encontra características na outra pessoa, essas características existe em você também. Comece a procurar.

Por Noêmia Rolim

@noemia.rolimm

Nenhum comentário:

Postar um comentário